Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação
Ciência e Tecnologia

Angola quer aderir implementação de roaming doméstico no futuro

O governante, que falava à imprensa durante o “Breakfast com o regulador” realizado pelo Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), fez saber que o actual desafio é estender os serviços para todo território nacional e o roaming é uma premissa para isto.
Para a sua implementação, deve-se inventariar primeiro a infra-estrutura existente para poder suportar os serviços de voz, dados, internet, bem como outros meios complementares para garantir todos serviços.
Sem indicar o tempo para sua implementação, José Carvalho da Rocha perspectiva que "o roaming interno vai colmatar a quebra de sinal, particularmente, nas estradas nacionais e nas localidades distantes”.
O ministro pediu a colaboração as empresas estatais e empresas privados do sector para que todos juntos consigamos desenvolver um plano para a melhoria dos objectivos traçados “ É importante, todos estarmos juntos, por isso as operadoras foram chamados para serem auscultadas de forma que saímos com ideias suficientes para a implementação deste projecto, queremos fazer coisas boas então tínhamos que ouvir quem está no terreno, para que todos juntos termos os mesmos objectivos e no final disse que os recentes desenvolvimentos legislativos do país apontam para uma abertura ímpar dos diferentes sectores do mercado nacional que, a curto e médio prazos, obrigam a criação de condições para a satisfação das necessidades com ao novos desafios do desenvolvimento da sociedade da informação neste momento saímos daqui mais convencidos que estamos cada vez mais a trabalhar para o desenvolvimento do Sector para cada dia chegarmos mais próximos da População Angola em termos de Informação e Comunicação.