Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação
Sociedade

Luanda acolhe reunião africana sobre políticas da internet


Luanda acolhe reunião africana sobre políticas da internet



África marca passos para o desenvolvimento económico, social e tecnológico no quadro da consolidação da economia digital. Este é o desafio que junta em Luanda a partir desta terça-feira, 3 de Dezembro, até ao dia 6 deste mês, actores políticos, decisores, técnicos e académicos.



Os membros da Afrinic - organização de gestão de políticas da internet em África - traçam estratégias para a promoção da sociedade de informação baseada nos princípios de igualdade e prosperidade. Este compromisso foi também assumido pelo ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Joé Carvalho da Rocha, que ao discursar na abertura da reunião referiu que “a internet é um elemento fundamental para materialização das metas do desenvolvimento sustentável”.



José Carvalho da Rocha sublinhou que Angola tem uma estratégia nacional para as tecnologias de informação (TIC), reflectida no livro branco das TIC com um conjunto de acções até 2022, constituindo-se num catalisador da dinâmica da inovação e um veículo para o desenvolvimento doutros sectores da sociedade.



O ministro reiterou que o sector tem promovido maior abertura do mercado de comunicação electrónica de infraestruturas “ através do projecto Angosat e SACS”.



O SACS (South Atlantic Cable System) é um que irá unir Angola ao Brasil, é um cabo de fibra óptica submarina com cerca de 6.000km que vai permitir ligações directas entre África e o continente sul americano.



O Director Executivo da Afrinic, Eddy Keyure, disse na abertura do encontro que a sua instituição veio discutir políticas e partilhar experiências visando a promoção da economia digital no continente.



“O que se pretende é uma internet resiliente, de confiança e mais acessível para todos”, disse.



Só 40% da população africana tem acesso à internet, segundo dados da Afrinic.



Os números indicam que há ainda muito trabalho para o alcance de uma verdadeira transformação digital de África, acredita a organização.



A Afrinic (African Networking Information Center) é o órgão associativo de gestão de políticas de internet em África. Criada em 2002, a Afrinic tem a sua sede nas ilhas Maurícias. Angola é membro desta instituição continental com 50 representantes entre instituições públicas e privadas.